Para levar água da Mata Norte ao Agreste, União fará repasse de R$ 34 milhões para integração e recuperação de barragens


SURUBIM - Um aporte de R$ 34 milhões da União viabilizará o projeto idealizado pelo Governo de Pernambuco para levar água da Mata Norte ao Agreste. Durante cerimônia realizada na Barragem de Jucazinho, em Surubim, o presidente da República, Michel Temer, assinou uma ordem de serviço para a integração entre os sistemas de Siriji, em Vicência, Palmeirinha, em Bom Jardim, e o próprio Jucazinho, reforçando o abastecimento da região setentrional. 

Na oportunidade, também foram liberados R$ 12 milhões para recuperação da represa, que se encontra em colapso. Após a solenidade, a comitiva seguiu para a Estação de Bombeamento I da Transposição do Rio São Francisco, em Floresta, no Sertão. 

"Não sabemos o que vai vir de chuva em 2017, mas é  importante manter o foco nessas obras estruturadoras do sistema hídrico. Nós sabemos que água é vida, faz parte do contexto do dia a dia das pessoas, e nós governantes temos que garantir que chegue água às casas das pessoas", defendeu Paulo Câmara, pontuando ações implementadas pela administração estadual com esse objetivo. "Nós estamos fazendo obras também estruturadoras enquanto as grandes não ficam prontas, como a Transposição do Rio São Francisco, os ramais e as adutoras", frisou. Em dois anos, o Estado investiu R$ 1,2 bilhão em obras de infraestrutura hídrica em todas as regiões. 

A integração entre Siriji, Palmeirinha e Jucazinho será realizada em cinco meses. Ao todo, serão instalados 36 quilômetros de tubulação. O projeto foi elaborado pelo Governo de Pernambuco e doado ao Governo Federal para agilizar os processos e reduzir o sofrimento das pessoas que vivem nessa região. 

A recuperação da barragem da Jucazinho - equipamento responsável pelo abastecimento de 15 cidades pernambucanas - contará com um aporte de R$ 53 milhões. O reservatório será revitalizado e ficará pronto dentro de quatro meses. Nesta solenidade, foram liberados R$ 12 milhões de imediato. Os outros R$ 41 milhões serão licitados pela União em um segundo momento.

Diante do presidente e ministros da União, o governador Paulo Câmara disse que assim que tomou conhecimento da situação do equipamento iniciou uma articulação para viabilizar a obra. "Vamos estar unidos buscando soluções para que todos tenham a possibilidade de superar esse momento", completou Câmara. 

Em sua primeira visita a Pernambuco como presidente, Michel Temer também assegurou que não vai medir esforços para concluir o projeto São Francisco, principal iniciativa para a garantia da convivência com a estiagem. "Vamos partir para uma outra ideia, que é a revitalização do São Francisco. Estamos lançando um programa chamado Novo Chico para revitalizar o rio", afirmou o presidente, destacando a importância de conhecer a realidade dos nordestinos. "Vendo a realidade de perto é diferente dos relatos que ouvimos", ponderou.


Nenhum comentário

https://syndication.exdynsrv.com/splash.php?idzone=2574917